Lago descoberto em Marte deve abrigar capivaras do Castelinho até 2022.

CLARAVAL – Pesquisadores anunciaram nesta quarta-feira que, pela primeira vez, têm provas da presença em Marte de água liquida, além de salgada, em um lago subterrâneo localizado sob uma camada de gelo. A descoberta, acidental, é do astronauta francano Fransérgio Pucci Pedigone, que caiu no lago enquanto dirigia em Marte com seu carro espacial. “Foi um susto, mas acabei descobrindo o lago. Vou chamar o lago de Córrego dos Bagres Marcianos, uma homenagem a Franca”, disse em coletiva. Fransérgio é um astronauta do Centro de Pesquisas Espaciais de Claraval que foi enviado a Marte em 2013 com a missão de descobrir um habitat adequado para receber capivaras do Castelinho. Com a descoberta histórica, a busca chega ao fim e os animais devem ser transferidos até 2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: